Sacola de Compras

* Calcule seu frete na página de finalização.

* Insira seu cupom de desconto na página de finalização.

17/03/2019

A história da Buups!, como estilo de vida

Um olhar atento, como ser humano, pode se transformar num grande empreendimento

A história da Buups, como estilo de vida - Um olhar atento pode se transformar num grande empreendimento

Uma empresa que começou com um olhar, com uma situação diferente, mas corriqueira, que aconteceu em cerca de 3 segundos e que poderia ter passado desapercebida para a maioria das pessoas, mas não para quem tem veia empreendedora. Aquele olhar percebeu um caminho, uma demanda, um futuro e se transformou num sonho, num ideal, progredindo para um conjunto de ações e muuuita persistência para o enfrentamento dos “Não dá”, “Não tem como” e “Isso não funciona”. Estamos falando da história da Buups! Bazar.

 

No final de 2008, André Jacob, hoje o fundador e proprietário da Buups!, caminhava pela König Strasse, em Stuttgard, na Alemanha, viu uma loja de Sex Shop muito grande e decidiu entrar, por pura curiosidade.
“A loja parecia um supermercado. Não tinha como não entrar. Fiquei muito curioso, porque até aquele momento, só tinha visto lojas de produtos sensuais no Rio de Janeiro, onde moro. E todas essas lojas eram muito pequenas.” – relembrou André Jacob.

 

André conta que, os corredores e as prateleiras lembravam mesmo um supermercado, exceto pela altura das prateleiras, que eram mais baixas e, obviamente pelos produtos expostos. Uma loucura para os olhos pouco acostumados do estudante e turista. Já não bastassem todas aquelas novidades e uma cena “roubou” sua atenção: acima das prateleiras de um dos corredores, conseguiu ver parte da cabeça de uma cliente caminhando.
“Era um cabelo branco de mulher. Rapidamente fui até o corredor. Quando cheguei, vi uma senhora que aparentava 65 anos, caminhando com um carrinho de compras da loja. Seus passos eram livres e tranquilos. Parou, pegou um produto, leu rapidamente a embalagem, como quem compra o seu sabão preferido e o acomodou entre os outros itens que estavam no seu carrinho. Fiquei petrificado.” – recordou Jacob, explicando que ficou petrificado pela falta de preconceitos daquela senhora, que em nenhum momento demonstrou estar envergonhada, constrangida ou diminuída por estar escolhendo seus produtos para uso íntimo e pessoal.

 

“Eu lembro que depois do choque, pensei: como seria bom se as pessoas agissem como ela, no sentido de não se importarem com a opinião alheia. Afinal, o que ela estava fazendo de errado?" – Observou o empresário e continuou: “Aquela cena, que durou cerca de 3 segundos, mudou a minha vida e, a partir desse episódio, decidi adotar esse estilo de vida e disseminar esse tipo de atitude: respeitar o próximo, mas não tolher minha felicidade por causa da opinião alheia.”

 

Naquela época, o empresário de hoje ainda não tinha em mente trabalhar com produtos sensuais, apesar de utilizá-los com certa frequência, mas aquela semente do estilo de vida, aquela quebra de tabu, aquela senhora de 65 anos, seriam, mais tarde, em 2013, alguns dos fatores principais para a visão empreendedora e a criação da sua empresa. Mas essa outra história não é o objetivo deste texto, que tem a pretensão de mostrar que, com um olhar mais atento ao cotidiano e ao outro, podemos melhorar como seres humanos e influenciar positivamente as vidas de outras pessoas.

 

Já a história da Buups!, como empreendimento, você pode conhecer clicando aqui.